Uber registra queda de 70% nas solicitações de viagens

Comércios fechados em São Paulo pelo Coronavírus

Em razão do coronavírus e, por sua consequência, a instauração de quarentenas generalizadas pelos governos, a Uber começou a sentir na pele os efeitos negativos da nova pandemia que vem assolando não a penas a saúde mundial, mas sobretudo a economia do planeta. Em Seattle, uma das 30 maiores cidades dos EUA, a empresa registrou quedas de até 70% nas solicitações de viagens. E não é atoa, a população realmente não tem saído de casa.

A informação foi revelada pelo próprio CEO da empresa, Dara Khosrowshahi, e direcionada especificamente para os seus investidores. Os dados são referentes a penas a cidade de Seattle, conforme mencionado, no entanto, Dara também informou que as estimativas são as mesmas para os seus maiores mercados no país: São Francisco, Los Angeles e Nova York.

Para o restante das cidades, o CEO informou que as quedas podem sofrer margens de 5% para mais ou 5% para menos, inclusive essas mesmas estatísticas podem se repetir igualmente em diversas outras cidades espalhadas pelo mundo.

Apesar de não ter comentado nada em específico sobre o quanto a empresa vem sofrendo no mercado brasileiro, nós fizemos alguns levantamentos através de enquetes em grupos de WhatsApp e Facebook e pudemos constatar que a situação em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Brasília, entre outras, está muito parecida com a de Seattle: baixíssima demande de passageiros.

Se você está se perguntando como a Uber fará para sobreviver nos próximos dias, semanas e meses sem um faturamento decente, saiba que a mesma informou ter ampla liquidez para atravessar esse momento difícil e US$ 10 bilhões em caixa, além de US$ 1,5 bilhão em aquisições e fusões, bem como uma linha de crédito de US$ 2 bilhões para casos mais extremos.

Leave a Reply