Motorista, você está se protegendo contra o coronavírus?

Álcool em Gel nas Mãos

A China, como de costume, apresentou ao mundo uma nova gripe, atualmente conhecida como o novo coronavírus ou, em termos técnicos, Covid-19. Neste momento, a doença já é considerada uma pandemia, segundo a Organização Mundial da Saúde. Diante desse cenário, a pergunta que fica é: você, motorista de aplicativo, está fazendo alguma coisa para se proteger?

Os Estados Unidos já suspenderam todos os voos vindos da Europa, assim como a Argentina e Peru, e a Itália colocou todo o país em quarentena. Se para você isso não significa nada, então você está muito aquém dos resultados catastróficos que este novo vírus está trazendo para a economia mundial e, sobretudo, os perigos dele para a sua saúde.

O estado de São Paulo, atualmente o maior mercado da Uber no Brasil e o segundo em termos globais, está trabalhando com a hipótese de 1 a 10% da população estar infectada, isto é, algo em torno de 4.000 a 45 mil pessoas. Imagina o quanto esse vírus ainda pode se espalhar se essa margem de infectados entrarem em contatos com outras pessoas?

Daí surge a importante necessidade de você se proteger a qualquer custo, afinal, os motoristas de aplicativos estão expostos a essa doença tanto quanto os médicos que trabalham com pacientes infectados por ela, pois a quantidade de passageiros que entram e saem do carro pode variar de 10 (nas cidades menos movimentadas) a 30 (nas cidades mais movimentadas), o que representa um grande risco a saúde dos condutores, principalmente em São Paulo.

Como se proteger do coronavírus?

A melhor forma de proteção é higienizar as mãos constantemente com álcool em gel, especialmente se você encostar nas maçanetas do seu carro após um ou mais passageiros tocarem nelas. Ao manter suas mãos limpas você evitará o risco de ser infectado por tocar nas mucosas dos seus olhos, nariz e boca, porém mesmo limpas é importante evitar esse contato se você estiver fora de casa e longe da possibilidade de fazer uma higienização mais intensa.

Além disso, o uso de uma máscara para proteger o seu nariz e boca também é importante, especialmente porque você não tem uma bola de cristal para adivinhar quem está ou não contaminado, não é mesmo? Nesse caso, a recomendação dos especialistas é que as máscaras descartáveis sejam trocadas a cada duas horas.

Por fim, o uso das máscaras impede que você inspire gotículas provenientes de tosses, espirros e até mesmo uma conversa com um infectado. Porém, manter as mãos higienizadas é ainda mais importante, pois os seus passageiros podem deixar rastros do vírus nos vidros, maçanetas e bancos, locais estes onde existe uma probabilidade muito grande de você encostar também.

Deixe um comentário