Dicas para ganhar muito mais dinheiro na Uber e 99 Pop

Motorista dirigindo a noite

Entre ganhar como a média e faturar acima dela existe um pequeno ‘abismo’, porém poucos motoristas sabem ou estão interessados nisso. Por mais simples que possa parecer colocar as mãos no volante, ligar o aplicativo e buscar um passageiro, tem muito mais coisas rolando nos bastidores.

O grande erro é achar que já sabemos de tudo, especialmente nos aplicativos de transporte, afinal, o que poderia ser feito para ganhar mais dinheiro que não tenhamos tentado antes, não é mesmo? Na verdade, existe sim muitas outras coisas a serem feitas.

Por exemplo: você sabia que existem muitas estratégias sobre como se posicionar nas ruas e bairros corretos? Ou sobre quais são os melhores horários para trabalhar? Ou ainda como conseguir receber viagens mais longas e até mesmo prever o surgimento preço dinâmico?

Você pode aprender tudo isso na prática, o que pode levar um longo tempo, ou simplesmente fazer um curso, conforme explico mais abaixo. Mas se não quiser gastar nadinha, pode ler todas as dicas que eu dou diariamente nesse site.

Curso de estratégias

Antes que você diga ‘Sabia que ele queria vender alguma coisa’, entenda: há diversas pessoas na internet vendendo cursos para motoristas de aplicativo que custam R$ 250, R$ 350 ou até mais, sendo que o que eles ensinam é exatamente o que eu ensino aqui, só que por um preço muito menor.

O que você aprenderá no curso?

  • Estratégias de posicionamentos avançadas
  • Demanda de passageiros em cada faixa de horário do dia
  • Como prever o preço dinâmico
  • A arte de transformar passageiros em clientes fixos

Os quatro itens acima é apenas uma parte do curso, pois ainda há muito mais conteúdo.

Se você estiver se perguntando como eu consegui desenvolver esse curso, tenho muito orgulho em dizer que as mais de 3.500 viagens que fiz na capital de São Paulo, bem como todas as amizades que fiz quando comecei a escrever nesse site em dezembro de 2016, foram alguns dos pilares que me ajudaram a juntar todas as estratégias e organizá-las para você.

E o melhor de tudo: eu não quero – definitivamente – explorar o seu bolso. O curso custa apenas R$ 59, pode ser feito pelo computador, tablet ou celular, e você pode comprá-lo no boleto bancário, cartão de crédito e débito, assim como parcelar.

Se ficou interessado e quer conhecer melhor o que será ensinado, acesse: Curso de Estratégias.

Diga não a manutenção cara

Se está pensando em comprar um carro, evite comprar aqueles que possuem uma manutenção muito cara. Opte sempre por carros mais populares e de marcas mais tradicionais como a Chevrolet, ou mais confiáveis como a Toyota e Hyundai.

A seguir, veja uma pequena lista dos carros que possuem a manutenção mais cara atualmente:

  • Volkswagen Golf GTI
  • Volkswagen Jetta
  • Chevrolet Spin
  • Chevrolet Cruze
  • Ford Focus
  • Linha de carros THP da Pegout e Citroen
  • Linha de carros TJet da Fiat

Evite consumo de combustível elevado

Os seus gastos com combustíveis provavelmente serão maiores do que a própria parcela do seu carro ou qualquer outro gasto que você tenha nessa profissão, portanto sempre dê prioridade aos veículos mais econômicos.

O ideal é conseguir trabalhar com um carro carro faça no mínimo 8 km/l no álcool e 10 km/l na gasolina. Acima dessas médias você começará correr o risco de não ter uma margem de lucros tão boa quanto deveria.

Se quiser conhecer quais são os modelos mais econômicos para trabalhar atualmente, acesse: Carros Econômicos para Uber.

Evite parcelas acima de R$ 1.000,00

Quanto menor for a prestação do seu veículo, maior será o seu lucro. Além disso, você não ficará tão preocupado quando as épocas de lucros baixos se aproximarem, como é o caso dos meses de janeiro, fevereiro, julho e o comecinho de agosto.

Mesmo em tempos de baixa demanda, é muito mais fácil garantir uma parcela de R$ 1000 sem comprometer o seu orçamento, do que ficar horas e horas na rua interruptamente porque a parcela do carro é maior do que R$ 1.500.

Geralmente você consegue parcelas abaixo de R$ 1000 ao fazer financiamentos, no entanto não é algo que eu recomendaria. Se for para comprar um carro, que seja através de um consórcio, onde os juros são muito menores.

Cuidado com o aluguel caro

A vantagem de alugar um carro é que você não estará preso em um financiamento, o que acaba tornando possível investir um pouco mais nesse sentido, porém sempre respeito os limites. Neste caso, a minha sugestão é que você não pague mais do que R$ 1.500,00 na locação de um veículo.

Por mais que o aluguel livre você de um financiamento abusivo, sua responsabilidade continua sendo a mesma: pagar o carro. Se o custo for muito alto você precisará trabalhar mais, se desgastar mais, se estressar mais, e em menos de um ano desejará nunca ter conhecido a Uber ou 99.

Por exemplo, se você fatura R$ 4.000 por mês nos aplicativos, o ideal é que o aluguel custe no máximo R$ 1.000. Essa é a regra dos 25%. Se não conhece ela ainda, leia nossa matéria “Ainda vale a pena alugar carro para Uber e 99?” e entenda como funciona essa continha.

Evite restaurantes e fast-foods

Depois de algumas horinhas dirigindo, parece que restaurantes como Mc Donalds, Burguer King, Bobs e Habibs se tornam uma tentação incontrolável, especialmente porque a comida chega rapidinho e não rouba o nosso precioso tempo de estar nas ruas, não é mesmo?

O grande problema é que, embora sejam opções muito saborosas, elas costumam ser caras e nem um pouco saudáveis. Basta apenas algumas comprinhas seguidas nesses restaurantes e você verá o seu lucro diminuir significativamente.

A solução mais simples é evitar não somente redes de fast foods, mas restaurantes de comidas tradicionais também. Como alternativa, comece a levar comida de casa em uma marmita, conforme eu explico em “7 erros que todo motorista de aplicativo comete“.

Se não conseguir levar uma marmita de casa, faça um esforço para descobrir alguns locais em sua cidade onde se venda marmita pronta, de preferência custando menos de R$ 15, e comece a comprá-las sempre que estiver no seu horário de almoço.

Trabalhe de 10 a 12 horas por dia

Você não se tornará um escravo dos aplicativos de transporte só porque trabalha de 10 a 12 horas por dia. Essa costuma ser uma das cargas horárias de trabalho de países desenvolvidos como o Japão, Alemanha e Reino Unido. Eles ganham bem por isso, e você também pode tentar!

Hoje, a média de lucro por hora de um motorista da Uber no Brasil gira em torno de R$ 20. Logo, podemos dizer que – usando poucas ou quase nenhuma estratégia – é possível faturar R$ 200 em 10 horas de trabalho.

Se você estiver dentro de um financiamento ou aluguel, talvez os R$ 200 não se tornem tão atrativos. Neste caso, convém trabalhar um pouco mais ou melhorar as suas estratégias para explorar melhor cada região e horário da sua cidade.

Eu, por exemplo, costumava trabalhar 12 horas por dia na capital de São Paulo, não porque ganhava pouco – minha média era de R$ 280 -, mas porque tinha que pagar as contas do meu casamento e o financiamento de um Etios 0 km que tinha comprado. De todo o modo, não me sentia tão casado pela carga horária. No fim das contas eu gostava mesmo era de uns trocadinhos sobrando na conta.

Limpe você o seu carro

Se você levar o seu carro no lava-rápido a cada três dias, no final do mês terá levado 10 vezes. Considerando que você consiga encontrar um local que faça isso por incríveis R$ 10, estará gastando R$ 300 no mês. Em 12 meses você terá gastado cerca de R$ 3.600, valor este que poderia ser utilizado para pagar o IPVA ou seguro do seu veículo.

Foi justamente pensando em evitar esse tipo de gasto que eu passei a limpar meu carro em casa. No começo era um pouco chato, mas depois eu me acostumei com a ideia.

Se você não tiver uma mangueira ou uma lavadora de alta pressão, use um balde, o resultado é o mesmo. Além disso, é muito importante ter um aspirador, nem que seja o modelo portátil, pois você poderá manter o seu carro limpo por muito mais tempo ao aspirar os bancos e assoalhos ao final do dia.

Deixe um comentário