7 erros que todo motorista de aplicativo iniciante comete

Motorista chateada

Todo começo em uma nova profissão requer adaptações e aprendizado constante. Isso não é diferente para os motoristas de aplicativos, especialmente quando são iniciantes. Existem muitos erros que precisam ser evitados, mas que em grande parte dos casos são cometidos acidentalmente por falta de instruções.

Tais erros podem implicar em diferentes tipos de efeitos colaterais, como prejuízos financeiros, cansaço físico e mental e estresse desnecessário. Eu, por experiência própria, posso dizer que tudo teria sido muito mais fácil quando comecei se alguém tivesse me dado algumas dicas, mas como não foi assim, acabei aprendendo com os meus erros.

Se você não quiser passar pelas mesmas situações, sugiro que leia cada um dos tópicos abaixo, pois eles realmente são valiosos para os iniciantes.

Antes, vale destacar que os erros aqui listados não implicam em qualquer tipo de punição por parte dos aplicativos. Se quiser saber quais são os verdadeiros motivos que levam ao bloqueio e suspensão da sua conta de motorista, acesse: 50 motivos para sua conta ser bloqueada.

Dirigir cansado

A importância de aprender algumas estratégias – nem que sejam as mais básicas – é um dos fundamentos para você conseguir dirigir menos e ganhar mais. Consequentemente, quanto menor for o tempo que você ficar nas ruas, menor será o seu cansaço.

Vai por mim: depois de 12 horas atrás do volante tudo o que você mais desejará será a sua cama. Se insistir em trabalhar mais do que isso você ficará menos eficiente, suas reações ficarão mais lentas e os riscos de pegar no sono enquanto dirige serão muito maiores.

Tem como piorar? Talvez sim. Os passageiros estão em uma posição privilegiada para nos observar ali do banco de trás, o que pode ser um risco se realmente estivermos cansados, pois eles conseguem perceber pequenos gestos que demonstram um certo cansaço físico.

Infelizmente, uma parte deles nos avaliam negativamente por absolutamente nada, quem dirá se perceberem algumas ‘pescadas’ ao volante. Portanto, evite trabalhar no seu limite para sua segurança e do seu passageiro.

Aceitar tudo sem questionar

Você é um motorista, não um escravo, lembre-se sempre disso. Seguindo essa linha você evitará problemas que momentaneamente parecem ser pequenos, mas quando se acumulam podem deixar você cheio de raiva e diminuir a sua capacidade de pensar estrategicamente.

Por exemplo, você deixaria algumas das situações abaixo acontecer?

  • Um passageiro entrar com mais três pessoas no carro
  • Um passageiro entrar comendo
  • Um passageiro entrar com bebida alcoólica na mão
  • Um passageiro entrar muito embriagado
  • Um ou mais passageiros entrar com bagagens além da conta
  • Um passageiro entrar fumando

Vez ou outra você pode abrir uma exceção, mas não hesite em impedir que o passageiro entre em seu carro se você souber que aquela situação pode acabar te incomodando bastante. A propósito, essas situações não são muito comuns, então se você cancelar a viagem não fará praticamente nenhuma diferença na sua taxa de cancelamentos.

Não ser comprometido

Se num dia você sair para trabalhar às 08:00, no outro às 10:00 e depois às 13:00, quais são as suas chances de conseguir manter um ritmo estável de faturamento? Nem preciso dizer. Sem o devido comprometimento e organização – especialmente nessa profissão – você dificilmente conseguirá ganhar tanto quanto poderia.

O seu comprometimento em trabalhar como motorista de aplicativo deve andar lado a lado com as suas metas, conforme eu comento no tópico 5. Se não conseguir fazer algo tão simples assim, é muito provável que seus ganhos se transformem em prejuízos.

Se não quiser passar por isso, faça um cronograma da sua semana e determine os horários exatos em que você sairá para trabalhar, almoçar e retornar para sua casa.

Gastar com restaurantes caros

Existem duas regras importantes para ganhar mais dinheiro na Uber, 99 e Cabify: trabalhar mais – respeitando o período de 12 horas – e gastar menos. Começando pela sua alimentação diária, evite o máximo que puder almoçar ou em restaurantes acima de R$ 20.

Então, a não ser que todos os dias você consiga encontrar restaurantes custando entre R$ 15 e R$ 20, não caia na tentação de fazer suas refeições em redes de fast foods, barzinhos ou quaisquer outros lugares onde a probabilidade da conta ficar acima R$ 25 sejam altas.

Como alternativa você pode levar uma marmita de casa ou frutas para manter-se alimentado até o momento de pausar suas viagens e voltar para casa. Fazendo isso você poupará um bom dinheiro ao final do mês.

Trabalhar sem metas

Estabeleça suas metas e comprometa-se em cumpri-las, isso o ajudará a ter forças para trabalhar mesmo nos dias em que você estiver se sentindo bastante desanimado.

Eu, por exemplo, colocava na minha cabeça: Lucas, hoje você só volta para casa depois de fazer R$ 250. Não tinha nada melhor do que ver esse valor no aplicativo no final do dia e voltar para casa convicto de que todo o trabalho e esforço tinham valido a pena.

Quais são suas metas para hoje? Reflita sobre elas, anote-as em algum lugar e se comprometa em realizá-las. Isso é fundamental para você não trabalhar perdido quanto aos seus objetivos.

Dica para criar suas metas

Primeiramente, não trabalhe com metas que você não pode cumprir, porque o sentimento de frustração por não alcançá-las pode deixar você bastante desmotivado. Ao invés disso, use como base todos os seus gastos essenciais para criá-las.

Por exemplo:

  • R$ 30 a 50 por dia de combustível
  • R$ 30 a 50 por dia do aluguel ou financiamento do carro
  • R$ 30 a 50 por dia do aluguel ou financiamento da casa
  • R$ 150 por mês para manutenções inesperadas do carro
  • R$ 400 por mês de alimentos para casa

No caso acima, o gasto mínimo mensal será de R$ 3.250, então considerando um motorista que trabalha somente 20 dias no mês, sua meta deverá ser ganhar no mínimo R$ 162,50 por dia para pagar essas despesas. O que ele ganhar acima disso será lucro, porém uma parte posteriormente deverá se destinada ao seguro e IPVA do carro.

Por outro lado, se levarmos em consideração um motorista que irá trabalhar 30 dias no mês, a meta dele deverá ser ganhar no mínimo R$ 108,33 por dia para conseguir pagar as despesas. O que vier acima desse valor já pode ser considerado um lucro.

Deixar o tanque vazio

Você não é obrigado a andar com o tanque do seu carro cheio o tempo todo, mas deve se esforçar o máximo possível para nunca deixá-lo vazio ao ponto de ter que abastecê-lo com um passageiro dentro do carro. Isso deveria ser considerado um crime.

Brincadeiras à parte, tenha sempre o cuidado de estar verificando o nível do seu tanque de combustível, pois são pouquíssimos os passageiros que irão tolerar esperar dentro do carro – mesmo que por 3 minutos – enquanto você abastece, quando poderia muito bem ter feito isso antes de aceitar a solicitação.

As vezes, por uma questão de educação, o passageiro pode até dizer que não há nenhum problema em você parar e abastecer o carro junto com ele, porém em 90% dos casos eles farão uma péssima avaliação ao final da viagem.

Beber muita água

Todo ser humano precisa beber no mínimo 2 litros de água por dia, certo? Mas será que combinar esse consumo com o trabalho nos aplicativos de transporte é uma boa ideia? O resultado é que você precisará fazer pausas constantes para ir ao banheiro, o que nem sempre será possível.

Muitos bares e restaurantes exigem que você consuma algum produto para poder utilizar o banheiro, ou simplesmente cobram um valor de R$ 2 – acredite, tem lugares que fazem isso. Logo, do ponto de vista financeiro, você terá que reservar uma fatia dos seus ganhos só para essa finalidade.

A solução para o meu caso

Para evitar esse problema eu costumava beber o mínimo de água possível até horário de encerrar meu dia de trabalho e voltar para casa. Assim, eu acabava por usar o banheiro no máximo uma ou duas vezes, o que era bastante tranquilo para a cidade de São Paulo, já que muitos postos de combustíveis tinham banheiros.

O que você pode fazer

Se você tem o costume de beber muita água ao longo do dia e não quer parar, procure mapear postos de combustíveis e lojas de conveniência espalhadas pela sua cidade que não cobram nada pelo uso dos banheiros. Assim, sempre que a vontade surgir você estará próximo a um desses locais.

Além disso, alguns motoristas optam por vias mais radicais, como usar garrafinhas pet ou outros recipientes.

30 Comments

  1. Fabricio 09/05/2020
    • Lucas Monteiro 09/05/2020
    • Fabricio 09/05/2020
    • Jorge 10/05/2020
    • Luiz Vilhena 28/05/2020
  2. Jose itamar Bernardo 09/05/2020
    • Jorge 10/05/2020
  3. NEMESIO VARGAS BAEZA 09/05/2020
    • Lucas Monteiro 09/05/2020
    • Eli 10/05/2020
    • Eli 10/05/2020
  4. Fernando 10/05/2020
  5. Francilio Bruno De Sousa Carneiro 10/05/2020
  6. Cesar 10/05/2020
  7. Luiz Carlos 10/05/2020
  8. Fabiano 10/05/2020
    • Fabricio de Souza Neto 10/05/2020
  9. Jonas 10/05/2020
  10. Kleber Ricardo Moro 11/05/2020
  11. Sanderson Guimarães 17/05/2020
  12. Ademir 04/06/2020
    • Lucas Monteiro 04/06/2020
    • Edson 11/06/2020
  13. Daniel Fernandes 04/06/2020
    • Lucas Monteiro 04/06/2020
    • Edson 11/06/2020
    • Clayton Lopes da Silva 13/06/2020
  14. Diego 12/06/2020
    • Lucas Monteiro 17/06/2020
  15. Jhonata 13/06/2020

Leave a Reply